segunda-feira, 25 de maio de 2009

A partir de hoje vou começar a escrever o que como diariamente para as pessoas terem uma noção mais real do que é ser crudívoro. Notem que eu não como 100% cru - ando à volta dos 80-90% dependendo dos dias.

Agora com o calor é bem mais fácil comer 100% cru, embora ainda não tenha optado por isso por razões emocionais, confesso.

Quanto mais quantidade de crus como, melhor me sinto, não tenho dúvida nenhuma disso. Mas ainda tenho algumas necessidades emocionais que me prendem aos alimentos cozidos. E depois há um facto muito curioso: comendo 100% cru, a minha energia eleva-se de uma tal forma que eu não sei o que fazer com ela. A minha clareza mental, percepção intuitiva e sensação de felicidade e êxtase é tão grande que não cabe na minha vidinha normal, e para não explodir de tanta energia, acabo por suprimir ou abafar essa energia, comendo alimentos cozidos.

Só muito recentemente me apercebi claramente que faço isto - como pão e outras coisas para "controlar" a força criativa incrível que tenho se comer só crus.

Com o tempo, estou a aprender a arranjar maneiras de canalizar esta força toda de uma forma positiva, equilibrada e sustentável.

E estou verdadeiramente a conseguir fazer isto agora, ainda não totalmente, mas sei que chego lá!

Aqui vai o que comi dia 24. maio (domingo)


- Batido matinal com 2 pêssegos, amêndoas e mel (e água, claro)
- Sumo verde: alface, maça, hortelã fresca e xilitol para adoçar um pouquito
- Sumo de cenoura, gengibre e limão
- Salada grande com alfaces várias, rúcula, verdurinhas selvagens que apanhei nos campos aqui à volta, sementes e vinagrette simples
- Muesli: aveia (muito pouquinho) com leite de arroz misturado com água + cacau cru, goji berries, maca, colher de sopa de pólen e mel para adoçar
- Gaspacho (grande pratada desta deliciosa e facílima receita emprestada dos nuestros hermanitos)
- Muita água
- Tabletes de espirulina

Abraço!

3 comentários:

  1. oi Ilanta,
    me identifiquei muito com o que voce falou. Se como cozido é por razões emocionais ou para dar uma diminuida na alta energia , que louco que fazemos isso né? Como se pra chegar a um nível confortável... acho que aos poucos vamos nos acostumando.
    Eu também tenho colocado meu diário de alimentos no blog.
    Tudo de bom,
    juliana.

    ResponderEliminar
  2. escrevi um pouco sobre esse seu post no meu blog.

    ResponderEliminar
  3. Ola querida! Obrigada pelo teu comentário.. fico contente em saber de ti.

    É verdade, isso de comer comida cozida tem muito que se lhe diga... ultimamente tenho andado tão stressada com tantas mudanças a acontecer na minha vida e parece que preciso de acalmar e preencher um buraco emocional e para isso nada como pão e outras farinhas... bem...depois sinto-me tipo drograda, com a cabeça foggy, raciocínio lento, preciso dormir mais..... tolice!

    aos poucos chegamos la... ao tal nível confortável de energia sem termos de nos "drogar" com comida cozida...

    vou dar uma espreitadela no teu blog para saber o que andas a comer... e tirar ideias! abraço

    ResponderEliminar